O despertar do fenômeno bullying nas instituições de ensino superior brasileiras

Matheus Folgearini Silveira, Clarice Schneider Linhares

Resumo


Quando o tema bullying é descrito e discutido pelos de meios de comunicação, geralmente se associa à ideia de que é um fenômeno de contínua agressão psicológica e/ou física a crianças e adolescentes. Todavia, o bullying ocorre em diversos níveis sociais, econômicos e etários, inclusive com jovens em instituições de ensino superior. Somam-se a isso, as interações entre três segmentos - os acadêmicos, os docentes e os agentes universitários – os quais convivem com e sofrem por causa do bullying, independente do papel que exerçam no local de trabalho ou estudo. Tal fenômeno já foi identificado em diversas instituições de ensino e trabalho de vários países, causando, em suma, depressão, sociofobia, ansiedade, perda de autoestima, doenças psicosomáticas e demais patologias nas vítimas. Dada à caracterização desse problema, é necessário atentar para possíveis casos que, convenientemente, não são percebidos por falta de ferramentas para o seu diagnóstico, devendo com isso implantar políticas pedagógicas para se banir esses comportamentos excludentes e discriminatórios. Este artigo ressalta os aspectos principais do bullying, desde os seus agentes, os ambientes onde ocorrem e até os problemas causados pela falta de controle adequado devido ao desconhecimento desse fenômeno.

Palavras-chave: Bullying. Instituições de Ensino Superior. Vitimização. Estresse Social.

 

The arising of bullying in Brazilian Higher Education Institutions

When bullying is described and discussed by the media, there is a general association to the idea that it is a phenomenon of constant psychological and/or physical aggression against children and adolescents. However, bullying occurs in various social, economic and age groups, including young people in higher education institutions. In addition to this, the interactions between three segments, the academics, professors and university staff who live with and suffer because of bullying, regardless of their role at the place of work or study. This phenomenon has been identified in various educational and work institutions in several countries causing, in short, depression, social phobia, anxiety, loss of self-esteem, psychosomatic illnesses and other pathologies to the victims. Given the characterization of this problem, one must pay attention to the possible cases that conveniently, are not perceived due to the lack of tools for its diagnosis, and with it, implement educational policies to banish these exclusionary and discriminatory behaviors. This article highlights the key aspects of bullying, from its agents, environments where it occurs, to the problems caused by a lack of control due to the ignorance of this phenomenon.

Keywords: Bullying. Higher Education Institutions. Victimization. Social Stress.

 

 

 


Palavras-chave


educação, prática docente

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais