REDES DE CUIDADO E ESTRATÉGIAS DE REPRODUÇÃO E MANUTENÇÃO FAMILIAR NA FRONTEIRA BRASIL/ VENEZUELA

Iana dos Santos Vasconcelos, Francilene dos Santos Rodrigues, Parry Scott

Resumo


O presente artigo tem como objetivo apresentar as estratégias de reproduçãoe manutenção familiar de brasileiros na transfronteira Brasil (Pacaraima-Roraima)/Venezuela (Gran Sabana/Santa Elena de Uairén), comênfase no aspecto do cuidado e das redes de cuidado. O cuidado, mais queuma estratégia de sobrevivência, está ligado a uma obrigação moral quetem como elementos centrais as noções de reciprocidade e pertencimentofamiliar. Esses elementos são definidos culturalmente com a finalidade deincluir e excluir quem é ou não membro da família, ao mesmo tempo emque definem os papéis sociais com base em aspectos de gênero, geraçãoe hierarquias. Desse modo, a responsabilidade do cuidado é encarada,cobrada e realizada de diferentes maneiras entre homens e mulheres, bemcomo a rede social de apoio organizada pela família. Nesse caso, as redesde cuidado são fortemente marcadas pela definição de papéis de gênero ereconfiguradas na fronteira, enquanto espaço transnacional mediado porarticulações administrativas, sociais e culturais. As articulações familiaresestabelecidas entre pessoas de nacionalidades brasileiras e venezuelanasvivenciadas e protagonizadas no cotidiano da fronteira, por meio das nacionalidadesem conjunção, permitem um campo de possibilidades que produzem,por um lado, o fortalecimento de uma identidade local fronteiriçae, por outro, uma constante tensão entre ser brasileira e ser venezuelana.

Palavras-chave


Fronteira. Família. Estratégias. Redes. Cuidados.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.