COMPETÊNCIA MORAL E A FORMAÇÃO DO PSICÓLOGO: REFLEXÕES SOBRE A PRÁTICA DO PSICÓLOGO DO TRÂNSITO

Thaísa Angélica Déo da Silva Bereta, Patrícia Unger Raphael Bataglia

Resumo


O tema da pesquisa que originou o presente artigo foi o desenvolvimentomoral em psicólogos. Mais especificamente, refere-se ao desenvolvimentoda competência moral em psicólogos que cursam a especialização emPsicologia do Trânsito. O conceito de competência moral foi elaboradopor Lawrence Kohlberg e operacionalizado por Georg Lind e se refereem poucas palavras à capacidade de avaliar juízos morais em contextosque são adversos ao emissor. Isso depende em grande parte do desenvolvimentoda capacidade reflexiva e, portanto, do desenvolvimento cognitivo.A base teórica do estudo é a teoria de Jean Piaget, pesquisas deLawrence Kohlberg e de Georg Lind, no que se refere ao desenvolvimentomoral, e Rozestraten, no que se refere à Psicologia do Trânsito. O campode estudo escolhido foi o relacionado à Psicologia do Trânsito em funçãodo interesse específico de uma das pesquisadoras. Como se trata de umapesquisa em andamento, para este artigo apresentaremos o levantamentobibliográfico sobre os unitermos Competência Moral, Ética Profissionale Psicologia do Trânsito. Retomando as pesquisas dos últimos cinco anosna base de dados Portal Capes e Sage, foram coletadas sete publicaçõesque atenderam aos requisitos. Os resultados indicam que a intervençãoeducacional pode aumentar a autorregulação e melhorar a segurança demotoristas mais velhos. O professor foi considerado como o adulto significativono processo de aprendizagem de normas viárias seguido dos pais,e as intervenções pedagógicas sobre o trânsito preparam as crianças paraos eventos de tráfego diário.

Palavras-chave


Psicologia do Trânsito. Competência Moral. Trânsito

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.