SEGREGAÇÃO SOCIOESPACIAL EM SANTOS/SP: MORFOLOGIA URBANA E QUALIDADE DOS ESPAÇOS LIVRES PÚBLICOS EM UMA PERSPECTIVA COMPARADA

Luiza Passos Bechelli, José Marques Carriço

Resumo


A partir da análise da relação entre espaço livre público da Zona Leste e
dos Morros da cidade de Santos (SP), aponta-se a segregação socioespacial
na cidade, utilizando-se como referências a Praça Primeiro de Maio,
localizada no bairro Ponta da Praia, e a Praça do Céu, na Vila Progresso,
que retratam diferentes realidades socioeconômicas, revelando a grande
desigualdade social do município. Foram utilizadas coletas de dados nos
locais investigados, pesquisa documental e a análise comparativa do espaço,
usando como referência métodos de avaliação baseados nos autores
referenciados na bibliografia. A pesquisa apontou que a Praça do Céu é
bastante frequentada, as pessoas permanecem e circulam no local, possuindo
qualidade de vida pública. Apesar de deter alguns equipamentos
em más condições físicas e de alguns pontos da praça serem mais frequentados
que outros por conta da insolação. A Praça Primeiro de Maio,
que teve grande parte do centro de sua área doada para uma associação
privada, possui bastante circulação e permanência de pessoas naquilo que
ficou definido como seu lado norte e que se encontra de frente para duas
avenidas; já o seu lado sul, muito prejudicado por essa doação, tem pouca
frequência de pessoas e por tempo limitado. A partir disso, foi elaborado
projeto de intervenção para cada praça que busca preservar os aspectos
positivos e rever os negativos.


Palavras-chave


Espaço livre público; Segregação socioespacial; Urbanismo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.