AS REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS DA RESERVA BIOLÓGICA DO TINGUÁ NA BAIXADA FLUMINENSE: FORMAÇÃO CIDADÃ E APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA DE ENSINO DE GEOGRAFIA

CLÉZIO DOS SANTOS

Resumo


As representações gráficas são formas de expressão dos sujeitos e no contexto
escolar ganham significado maior por se tratar de um grande potencializador
de ensino-aprendizagem envolvendo a linguagem gráfica e
visual, o desenho e a escrita. O objetivo geral da pesquisa foi compreender
e analisar as representações gráficas que alunos da escola básica de Nova
Iguaçu produzem sobre a Reserva Biológica do Tinguá. Realizamos oficinas
na Colégio Estadual Arêa Leão, localizado no bairro da Posse em Nova
Iguaçu, um bairro próximo da Reserva Biológica do Tinguá (Rebio Tinguá)
com alunos do ensino básico nos anos de 2015 e 2017. A metodologia é
de cunho quali-quantitativo e presa à corrente da percepção ambiental.
Apresenta um caminho que possibilita compreender os processos humanos
pelo olhar dos sujeitos pesquisados, neste caso, as crianças. Assim, assumimos
esta perspectiva de acordo com Santos (2016) que indica que
o investigador introduz-se no mundo das pessoas que pretende estudar,
tenta conhecê-las, dar-se a conhecer e ganhar a sua confiança, elaborando
um registro escrito e sistemático de tudo aquilo que ouve e observa. As
oficinas são realizadas para despertar o sentimento de pertencimento nos
estudantes do ensino básico, muitos destes moradores da Vila de Tinguá a
partir da percepção em relação à Rebio Tinguá. A Rebio Tinguá é uma unidade
de conservação próxima da escola, inclusive ela pode ser visualizada
devido a altitude do maciço do Tinguá elemento geológico que domina a
paisagem. Utilizamos para o registro das oficinas duas grafias: o desenho e a
redação e cruzando. Essas duas linguagens estão sempre presentes na escola
básica brasileira, porém devem ser constantemente associadas para atingir
um potencial maior de aprendizagem.


Palavras-chave


Ensino de Geografia, Unidade de Conservação, desenho.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.