AS PRÁTICAS ESCOLARES DA FORMAÇÃO FEMININA DO COLÉGIO SÃO JOSÉ DE SANTOS

César Neves

Resumo


Este trabalho é o resultado da investigação sobre o Colégio S. José de Santos, fundado em 1924. Esta instituição tem grande importância na formação da juventude, sobretudo feminina. O estudo focou as práticas pedagógicas desenvolvidas pelas Irmãs na primeira metade do século XX, e teve como objetivo analisar os princípios da Congregação das Irmãs de S. José de Chambéry e o conceito de cultura escolar. O estudo baseou-se no acervo documental da Escola e as memórias de várias alunas da geração de 1938, chamadas “meninas de 38”. Verificou-se a grande
preocupação com o preparo intelectual das alunas e com a formação religiosa na dimensão de serviço ao próximo. As práticas escolares desenvolvidas combinavam aspectos de ensino tradicional com princípios inovadores.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.