Uma análise da produção do conhecimento em periódicos da Educação Física: o corpo em destaque (2012-2018)

Autores

  • Alderise Pereira Quixabeira Universidade Federal do Tocantins
  • Ruhena Kelber Abrão Ferreira Universidade Federal do Tocantins http://orcid.org/0000-0002-5280-6263

Palavras-chave:

Palavras-chaves, Corpo. Mídia. Periódicos de educação física.

Resumo

Esta pesquisa relata reflexões feitas em torno da temática a percepção do corpo na pós-modernidade, a partir de uma análise de alguns periódicos de Educação Física, com publicação na área das Ciências Humanas, entre os anos de 2012 até 2018. Como procedimento metodológico, esta pesquisa se constitui como um estudo bibliográfico no qual como resultado foi possível evidenciar que o culto ao corpo é uma forte tendência de comportamento e uma das dimensões dos estilos de vida construídos, pelo consumo, nas sociedades contemporâneas.

Palavras-chave: Corpo. Mídia. Periódicos de Educação Física.

Biografia do Autor

Alderise Pereira Quixabeira, Universidade Federal do Tocantins

Mestranda em Ensino em Ciências e Saúde pela UFT.

Ruhena Kelber Abrão Ferreira, Universidade Federal do Tocantins

Graduado em Educação Física (FURG). Mestre em Educação Física (UFPel) e Doutor em Educação em Ciências e Saúde (UFRGS). Pós Doutorando em Políticas Públicas (UMC), na linha em Práticas de Saúde e Desenvolvimento. Professor Adjunto II da Universidade Federal do Tocantins (UFT).Docente do curso de Educação Física e professor no Programa de Ensino em Ciências e Saúde (PPGECS). Coordenador da Residência Pedagógica em Educação Física. Tutor da residência multiprofissional em Saúde da Família e bolsista da Escola de Saúde Pública de Palmas. Coordena, desde 2016, o Centro de Desenvolvimento do Esporte Recreativo e do Lazer, Rede CEDES.Filiado a Associação brasileira de pesquisa e pós-graduação em estudos do lazer (ANPEL) e da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco). Foi Conselheiro Chefe da Editora da UFT - biênio (2017-2019), bolsista da Fiocruz (2016-2017), coordenador dos cursos de Pedagogia (2015), Educação Física (2015-2017) e Educação Física, modalidade PARFOR (2016-2018). Atuou por 12 anos na Educação Básica na esfera pública municipal, estadual e particular, bem como orientação escolar. Desde 2008 atua no Ensino Superior. Tem experiência na área de Educação e Saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: Infâncias, formação de profissionais para a docência, Recreação Hospitalar, Estudos do Lazer, bem como Gestão, Planejamento e Políticas Públicas em Saúde.

Referências

BARBOSA, M. R.; MATOS, P. M. e COSTA, M. E. Um olhar sobre o corpo: o corpo ontem e hoje. Universidade do Porto, Portugal. Psicologia & Sociedade; v.23 (1): 24-34, 2011.

DALLO, L; PALUDO, K. Idolatria ao corpo na sociedade contemporânea: Implicações aos adolescentes. Pontifica Universidade Católica do Paraná. Curitiba, novembro de 2011. Disponível em: <http://educere.bruc.com.br/CD2011/pdf/4318_2894.pdf >. Acesso em: Jul.2018.

FEATHERSTONE, M.; BURROWS, R. Cyberspace/cyberbodies/cyberpunk: cultures of technological embodiment. Sage, 1996.

FERNANDES, M. H. Corpo. Clinica psicanalítica. São Paulo: Ed. Casa do Psicólogo. Livraria e editora Ltda, 2005.

FERREIRA, A. et al O Corpo-futurível: ensaio sobre as recentes (re) descrições do corpo humano rumo à pós-organicidade. Motrivivência, v. 30, n. 53, p. 181-195, maio/2018.

GOELLNER, S.V. A produção cultural do corpo. In: LOURO, G L;FELIPE, J.; GOELLNER, S. V. (org). Corpo, Gênero e Sexualidade: um debate contemporâneo na educação. 9 ed. Petrópoles: Vozes, 2013.

KNOPP, G. C. A influência da mídia e da indústria da beleza na cultura de corpolatria e na moral da aparência na sociedade contemporânea. Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura. Salvador-Bahia, 2008. Material impresso.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1992.

LE BRETON, D. Adeus ao corpo: antropologia e sociedade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006.

LE BRETON, D. A sociologia do corpo. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

LEITZKE, A T. da S. Construindo o corpo na “Medida Certa”? Discursos estratégicos de um dispositivo midiático televisivo. Pelotas, 2016. Disponível em: <http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/bitstream/prefix/3758/1/Angelica%20teixeira%20da%20Silva%20Leitzke.pdf >. Acesso em dez. 2018.

LIMA, V.A. Sete teses sobre a relação Mídia e Política. Mimeo, 2003.

MEZZAROBA, C. et al. A gestão do desejo dos corpos através da comunicação e mídia: um estudo panorâmico-monográfico dos periódicos da Educação Física brasileira. Motrivivência, v. 30, n. 55, p. 258-273, setembro/2018.

RIGONI, et a.l O culto ao corpo e suas formas de propagação na rede social facebook: implicações para a Educação Física Escolar, Motrivivência. v. 29, n. esp., p. 126-143, 2017.

SOARES, C. L. (org.). Corpo e história. 3.ed. (Coleção Educação Contemporânea). Campinas-SP: Autores Associados 2006.

SANTOS, L. A. O corpo na cultura e a cultura da ‘reforma’ do corpo. RBSE – Revista Brasileira de Sociologia da Emoção, v. 10, n. 30: 406-414; ISSN 1676-8965, Dezembro de 2011. Disponível em: < http://www.cchla.ufpb.br/rbse/Index.html> Acesso em mai.2019.

Schwengbe et al. Espraiamento discursivo da cultura fitness na contemporaneidade, Revista Movimento. v. 24, n. 4, p. 1167-1178, out./dez. de 2018.

Downloads

Publicado

2021-03-21