Relações entre estilos parentais e juízo moral de adolescentes

Autores

  • Aline Kadooka UNESP - Assis
  • Rita Melissa Lepre Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, Bauru,
  • Vítor de Morais Alves Evangelista

Palavras-chave:

estilos parentais, desenvolvimento moral, adolescentes

Resumo

O objetivo do presente artigo é analisar as relações entre o os estilos parentais e o nível de desenvolvimento moral de adolescentes. Participaram dessa pesquisa 55 jovens entre 11 e 17 anos matriculados em um Programa Social do município de Assis-SP.  Como instrumentos foram utilizados: a Escala de Exigência e Responsividade e o Defining Issues Test (DIT-2). Os resultados obtidos nessa pesquisa apontam que os participantes apresentaram principalmente um nível de raciocínio moral pré-convencional e convencional. Já em relação aos estilos parentais, diríamos que os pais autoritativos e negligentes foram os mais prevalentes. Por fim, encontramos uma relação entre o Esquema de Interesse pessoal e a exigência materna. Esses resultados sugerem a necessidade de pesquisas mais aprofundadas sobre o tema.

Palavras-chave: Estilos parentais. Desenvolvimento moral. Adolescentes.

Biografia do Autor

Aline Kadooka, UNESP - Assis

Mestre e Doutora em Psicologia e Sociedade pelo Programa de Pós-Graduação da UNESP - Assis. 

Rita Melissa Lepre, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, Bauru,

Livre-Docente em Psicologia da Educação, Professora Associada da Universidade Estadual Paulista, no Departamento de Educação, da Faculdade de Ciências - Campus Bauru

Vítor de Morais Alves Evangelista

Mestre e Doutor em Psicologia e Sociedade pelo Programa de Pós-Graduação da UNESP - Assis. Pós- doutorando no Departamento de Educação, da Faculdade de Ciências - Campus Bauru

Referências

AMAZONAS, M. C. L. D. A. et al. Arranjos familiares de crianças das camadas populares. Psicologia em Estudo, v. 8, p. 11-20, 2003.Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-73722003000300003&lng=en&nrm=iso>. ISSN 1807-0329. Acessado em 20 de junho de 2019 https://doi.org/10.1590/S1413-73722003000300003.

APEL, K.O. Estudos de moral moderna. Vozes, 1994. ISBN 8532611478.

BAUMRIND, D. Effects of authoritative parental control on child behavior. Child Development, p. 887-907, 1966. Disponível em:< https://www.jstor.org/stable/1126611. DOI: 10.2307/1126611>. Acessado em 09 de junho de 2020.

BIAGGIO, A. M. B.; SHIMIZU, A. M.; MARTINEZ, T. M. DIT-2 Opiniões sobre problemas sociais: Tradução e adaptação do Defining Issues Test-2.Minneapolis, MN, USA: Center for the Study of Ethical Development-University of Minnesota.(Autores da versão original: J. Rest & D. Narvaez, 1998). 2001.

BIAGGIO, A. M. B. Kohlberg e a" Comunidade Justa": promovendo o senso ético e a cidadania na escola. Psicologia: reflexão e crítica. Porto Alegre. Vol. 10, n. 1, p. 47-69, 1997.

CAMINO, Cleonice.; CAMINO, Leoncio.; MORAES, Raquel. Moralidade e socialização: Estudos empíricos sobre práticas maternas de controle social eo julgamento moral. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 16, n. 1, p. 41-61, 2003. Porto Alegre , v. 16, n. 1, p. 41-61, 2003. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722003000100006&lng=en&nrm=iso>. Acessado em 21 Junho de 2020. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722003000100006.

CECCONELLO, A. M.; DE ANTONI, C.; KOLLER, S. H. Práticas educativas, estilos parentais e abuso físico no contexto familiar. Psicologia em Estudo, v. 8, n. esp, 2003. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-73722003000300007&lng=en&nrm=iso>. Acessado em 21 de Junho de 2020. < https://doi.org/10.1590/S1413-73722003000300007>.

COSTA, F. T.; TEIXEIRA, M. A.; GOMES, W. B. Responsividade e exigência: duas escalas para avaliar estilos parentais. Psicologia: reflexão e crítica, v. 13, n. 3, p. 465-473, 2000. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722000000300014&lng=en&nrm=iso>. access on 21 June 2020. https://doi.org/10.1590/S0102-79722000000300014.

DARLING, Nancy; STEINBERG, Laurence. Parenting style as context: An integrative model. Psychological Bulletin, v. 113, n. 3, p. 487, 1993.

DESSEN, M. A.; POLONIA, A. D. C. A família e a escola como contextos de desenvolvimento humano. Paidéia, v. 17, n. 36, p. 21-32, 2007. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-863X2007000100003&lng=en&nrm=iso>. Acessado em 13 de Dezembro de 2019. GOMIDE, P. I. C. Estilos parentais e comportamento anti-social. In A. Del Prette, & Z. A. P. Del Prette (Orgs.), Habilidades sociais, desenvolvimento e aprendizagem: questões conceituais, avaliações e intervenção. Campinas: Alínea, 2003,p.21-60.

HABERMAS, Jürgen. Raison et légitimité. Problème de légitimation dans le capitalisme avancé. Paris: Payot, 1978.

HART, C. H. et al. Overt and relational aggression in Russian nursery-school-age children: Parenting style and marital linkages. Developmental Psychology, v. 34, n. 4, p. 687, 1998.

HAWKINS, S. M. The Influence of Parenting Styles on the Development of Moral Judgment in College Level Adolescents. Doctoral Dissertations and Projects. 158. Disponível em https://digitalcommons.liberty.edu/doctoral/158 2005.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2010.

KOHLBERG, L. Psicología del desarrollo moral. 1992. ISBN 843300932X.

KREPPNER, K. The child and the family: Interdependence in developmental pathways. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 16, n. 1, p. 11-22, 2000. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722000000100003&lng=en&nrm=iso>. Acessado em 30 de Agosto de 2020. https://doi.org/10.1590/S0102-37722000000100003.

LAMBORN, S. D. et al. Patterns of competence and adjustment among adolescents from authoritative, authoritarian, indulgent, and neglectful families. Child Development, v. 62, n. 5, p. 1049-1065, 1991.

LA TAILLE, Y. Limites: três dimensões educacionais. Ática, 1998. ISBN 8508071884.

______. Uma interpretação psicológica dos" limites" do domínio moral: os sentidos da restrição e da superação. Educar em Revista, n. 19, p. 23-37, 2002. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602002000100003&lng=en&nrm=iso>. access on 21 June 2020. http://dx.doi.org/10.1590/0104-4060.244

LIMA, V. A. A. D. De Piaget a Gilligan: retrospectiva do desenvolvimento moral em psicologia um caminho para o estudo das virtudes. Psicologia: ciência e profissão, 24(3), 12-23, 2004. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932004000300003&lng=en&nrm=iso>. Acessado em 10 de janeiro de 2020. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-98932004000300003.

MACCOBY, E. E.; MARTIN, J. A. Socialization in the context of the family: Parent-child interaction. Handbook of child psychology: formerly Carmichael's Manual of child psychology/Paul H. Mussen, editor, 1983.

MENIN, Maria Suzana de Stefano. Desenvolvimento Moral: Refletindo com pais e professores. In: Cinco Estudos de Educação Moral. Coleção Psicologia e Educação. 2a ed. Casa do Psicólogo. São Paulo,1999.

PACHECO, J. T.B.; SILVEIRA, L. M. de O. B.; SCHNEIDER, A. M. de A. Estilos e práticas educativas parentais: análise da relação desses construtos sob a perspectiva dos adolescentes. PSICO, Porto Alegre, PUCRS, v.39, n.1, p 66-73, jan/mar. 2008.

PIAGET, J. O juízo moral na criança. Grupo Editorial Summus, 1994. ISBN 8532304575.

PRUST, L. W.; GOMIDE, P. I. C. Relação entre comportamento moral dos pais e dos filhos adolescentes. Estud. Psicol.(Campinas), v. 24, n. 1, p. 53-60, 2007. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-166X2007000100006&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 21 abril de 2020. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-166X2007000100006.

REST, J. R.; NARVAEZ, D. Guide for DIT-2. Center for the Study of Ethical Development, University of Minnesota. Minneapolis, MN. 1998.

RIQUE, J.; CAMINO, C. P. D. S.; MOREIRA, P. D. L.; DE ABREU, E. L. Julgamento moral de jovens em diferentes contextos políticos. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 65(2). 2013. Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-52672013000200007&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 21 jun. 2020.

SHIMIZU, A. M. Defining Issues Test-2: fidedignidade da versão brasileira e ponderações acerca de seu uso em pesquisas sobre moralidade. Psicologia: Reflexão e Crítica, 17(1), 5-14.2004. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722004000100003&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 21 June 2020. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722004000100003.

_________ A. M. Representações sociais e julgamentos morais de jovens: Um estudo intercultural comparando duas abordagens teórico-metodológicas (Tese de doutorado). Faculdade de Filosofia e Ciências de Marília, Universidade Estadual Paulista, Marília, SP, Brasil: 2002.

SILVA, C. M. R. Família, Adolescência e os Estilos Parentais. 121 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Faculdade de Ciências e Letras, UniversidadeEstadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Assis, SP, Brasil: 2009.

SZYMANSKI, H. Práticas educativas familiares e o sentido da constituição identitária. Paidéia, v. 16, n. 33, p. 81-90, 2006. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-863X2006000100011&lng=en&nrm=iso>. Acessado em Junho de 2020. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-863X2006000100011.

TEIXEIRA, M. A. P.; BARDAGI, M. P.; GOMES, W. B. Refinamento de um instrumento para avaliar responsividade e exigência parental percebidas na adolescência. Avaliação Psicológica,v.3,n.1,p.01-12,2004. Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-4712004000100001&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em 21 jun. 2020.

VITALI, I. Como nossos pais? A transmissão intergeracional dos estilos parentais. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2004.

Downloads

Publicado

2021-02-06