A formação contínua em escola de tempo integral: narrativas e possibilidades para a prática docente

Autores

Palavras-chave:

Educação. Escola de tempo integral. Professor. Formação contínua.

Resumo

Estuda possibilidades para a formação contínua de professores que atuam em escola de tempo integral. Busca, como objetivos, dialogar com as narrativas de professores que atuam no ensino fundamental de uma escola de tempo integral sobre processos de formação contínua e, em suas considerações, apresenta perspectivas para a construção/reconstrução de práticas que considerem a reflexão sobre a atividade docente. A pesquisa possui caráter qualitativo, constituído por um estudo de caso. Realiza a interpretação dos dados, utilizando a técnica de análise de conteúdo e apresenta como referencial teórico discussões que enfatizam a atividade docente como práxis e a formação contínua do professor (LIMA, 2001; PIMENTA 1994; LIMA, 2005; PIMENTA, 2012). Fundamenta perspectiva teórica que destaca a educação integral como a ampliação do tempo diário na escola em diferentes formas (CAVALIERE, 2002, 2004, 2007, 2009).

Palavras-chave: Escola de tempo integral. Professor. Formação contínua.

Biografia do Autor

Gabriela Nunes de Menezes, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

Mestra em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo – PPGMPE -  Universidade Federal do Espírito Santo (ES). Atua na Secretaria de Educação do Município de Cariacica - ES (SEME), na Formação de pedagogos(as).

Kalline Pereira Aroeira, UFES - UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO

Possui graduação em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo (2000), Mestrado em Didática, Teorias de Ensino e Práticas Escolares pela Universidade de São Paulo (2004) e Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2009). É professora associada da Universidade Federal do Espírito Santo/ Centro de Educação e pesquisadora do GEPEFE-FEUSP. Tem experiência na área de Educação, principalmente nos seguintes temas: didática, estágio supervisionado, formação de professores e educação superior. 

Referências

ALMEIDA, M. I. Formação contínua de professores. In: BRASIL. Ministério da Educação. Formação Contínua de professores. Boletim 13. Agosto, 2005.

ANDRÉ, M. E. D. A. Estudo de caso em pesquisa e avaliação educacional. Série Pesquisa: Vol. 13. Brasília: Editora Liber Livros, 2008.

ARROYO, M. G. Ofício de Mestre: imagens e auto-imagens. Petrópolis: Vozes, 1998.

BAUER, M.; GASKELL, G. (Eds.). Qualitative researching with text, image, and sound. Londres: Sage, 2008.

BRASIL. Ministério de Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) - artigo 34.1996.

CAVALIERE. A. M. Escola de tempo integral versus alunos em tempo integral. Em aberto, Brasília, v. 22, n. 80, 2007.

______. A. M.; BRAGANCA, I. F. S. Educação integral: reivindicação da experiência nos tempos e saberes pelos estudantes de Itaboraí. 2015.

FUSARI, J.C.; FRANCO, A. de P. A formação contínua como um dos elementos organizadores do projeto político-pedagógico da escola. In: BRASIL. Ministério da Educação. Formação contínua de professores. Salto para o futuro/TV Escola. Boletim 13, Agosto 2005, p. 18 a 23. Disponível em: Acesso 07 mar. 2019.

GARCIA, M.C. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Ed. Porto, 1995.

GOMES, A. A. Apontamentos sobre a pesquisa em educação: usos e possibilidades do grupo focal. EccoS – Revista Científica, São Paulo, v. 7, n.2, jul./dez. 2005.

LIBÂNEO J. C. Escola de tempo integral em questão: Lugar de acolhimento social ou de ensino-aprendizagem? In: BARRA, V. M. L. (Org) Educação: ensino, espaço e tempo na escola de tempo integral. Goiânia: UFG, 2014.

LIMA, M. S. L. A formação contínua dos professores nos caminhos e descaminhos do desenvolvimento profissional. 2001. 188 p. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.

______.Vida e trabalho – Articulando a formação contínua e o desenvolvimento profissional de professores. In: BRASIL. Ministério da Educação. 96. Formação Contínua de professores. Boletim 13. Agosto, 2005.

PARO, V. H. Educação integral em tempo integral: uma concepção de educação para a modernidade. In: COELHO, L. M. C. (Org.). Educação Integral em tempo integral: estudos e experiências em processo. Petrópolis: DP ET Alii, Rio de Janeiro: FAPERJ, 2012.

PIMENTA, S. G. O estágio na formação de professores: unidade, teoria e prática? São Paulo: Cortez, 1994.

______. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? 5. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

______. (Orgs.) Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. São Paulo: Cortez, 2012.

SILVA, K. A. C. P. C. da. A Formação de Professores para a Educação Integral na Escola de Tempo Integral: Impasses e Desafios. In: ROSA, S. V. L.; BRANDÃO, A. A. et al (Orgs.) Educação Integral e Escola Pública de Tempo Integral: formação de professores, currículo e trabalho pedagógico. Goiânia: Gráfica e Editora América, 2014.

Downloads

Publicado

2021-09-13