Contribuições do estado da arte para abordagem da alimentação saudável no ensino da Biologia

Autores

  • Argilena Cardoso Amaral Leite Universidade Federal de Mato Grosso
  • Débora Eriléia Pedrotti Mansilla Universidade Federal de Mato Grosso

Palavras-chave:

Educação. Ensino de Biologia.Alimentação saudável. Povos nativos

Resumo

Alimentação Saudável é um tema transversal contemporâneo abordado em sala de aula e presente no cotidiano dos estudantes. O presente estudo buscou, por meio de uma pesquisa bibliográfica, realizar o Estado da Arte, para registrar e analisar estudos publicados sobre a temática Alimentação Saudável e os alimentos que participam da dieta alimentar dos indígenas da Região Sudoeste do Estado de Mato Grosso. Para isso, foi realizado um levantamento de dados no Catálogo de Dissertações e Teses da CAPES e Google acadêmico e outros sites, no período de 2010 a 2020. Foram utilizados para a busca os descritores: Alimentação Saudável - Cultura Chiquitana e Alimentação Saudável – Escola. Comreendemos que esses estudos foram desenvolvidos, de modo interdisciplinar.

Biografia do Autor

Argilena Cardoso Amaral Leite, Universidade Federal de Mato Grosso

Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Naturais pela Universidade Federal de Mato Grosso (2021). Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado de Mato Grosso (2005). Pós-graduação em plantas medicinais: manejo uso e manipulação. Professora da rede pública estadual –Secretaria do estado de Mato Grosso (SEDUC-MT).

Débora Eriléia Pedrotti Mansilla , Universidade Federal de Mato Grosso

Licenciatura Plena em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Mato Grosso (1995), Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso (2005). Doutorado em Ciências no Programa de Ecologia e Recursos Naturais na Universidade Federal de São Carlos (2010). Professora Adjunto I da Universidade Federal de Mato Grosso no Instituto de Biociências/Departamento de Biologia e Zoologia/Cuiabá. Atua ainda como professora no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e do Mestrado Profissional em Ensino de Biologia da Universidade Federal de Mato Grosso e do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática (PPGECEM) da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (REAMEC). Professora colaboradora do Grupo Pesquisador em Educação Ambiental e Arte da UFMT. 

Referências

ABERC – Associação Brasileira das Empresas de Refeições Coletivas. Manual ABERC de Práticas de Elaboração e Serviço de Refeições para Coletividade. 8 ed. São Paulo: ABERC, 2003.

ALMEIDA, Soraya C. Relatório de viagem de campo a comunidades indígenas Chiquitano - região de fronteira entre o Brasil (Estado de Mato Grosso) e a Bolívia: 19 a 30/04 de 2000. Brasília: Funai, jun. de 2000. (relatório).

ACCIOLY, E. A escola como promotora da alimentação Saudável. Revista Ciência em Tela - Volume, 2: n° 2. Instituto de Nutrição Josué de Castro – UFRJ, 2009.

BRASIL. Ministério da Saúde e Ministério da Educação. Portaria Interministerial. MS/MEC nº 1010 de 08 de maio de 2006. Institui as diretrizes para a Promoção da Alimentação Saudável nas Escolas de educação infantil, fundamental e nível médio das redes públicas e privadas, em âmbito nacional. Brasília: Ministério da Saúde e Ministério da Educação, 2006.

BRASIL. Ministério da Saúde. Direção Geral de Saúde. Princípios para uma alimentação saudável. Brasília: Ministério da Saúde, 2005.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação fundamental. Parâmetros curriculares nacionais, apresentação dos temas transversais e ética. V. O8, Brasília, DF: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Constituição Federal de 1988. Promulgada em 5 de outubro de 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil-03/constituicao/constituição.> Acesso 28/012021.

BRASIL. Lei de Diretrizes e B. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996.

BERNAD, Aline; BOFF, Eva Teresinha de Oliveira. Promoção da alimentação saudável no Contexto do currículo escolar. Programa de pós-graduação em educação nas ciências curso de mestrado – Universidade Regional do Noroeste do estado do Rio Grande do Sul. 2016. Dissertação.

BOGDAN, R. & BIKLEN, S. Investigação Qualitativa em Educação. Portugal: Porto Editora, 1994.

CAMOZZI, Aída Bruna Quilici; MONEGO, Estelamaris Tronco. Alimentação Saudável na Escola: Uma Construção Coletiva? (Dissertação) Mestrado em Nutrição e Saúde. Universidade Federal de Goiás, 2011.

CARRAHER, D. W. et al. Caminhos e descaminhos no ensino de ciências. São Paulo: Ciência e Cultura, v. 37, n. 6, jun. 1986. Disponível em: <https://periodicos.ufpa.br/index.php/revistaamazonia/article/view/3800.> Acessado em 23/04/2020.

COSTA, José Eduardo Moreira. O Manto do encoberto: identidade e território entre os Chiquitanos (MT). Cuiabá: UFMT/Departamento de Antropologia, 2000. (Monografia apresentada para o curso de Especialização em Antropologia: Teoria e Métodos)

COSTA, Romana Maria Ramos. Cultura e contato: um estudo da sociedade Paresí no contexto das relações interétnicas, 1985 – Mestrado/UFRJ. Dissertação.

FAZENDA, Ivani C. A. (Org.). Interdisciplinaridade: qual o sentido? São Paulo: Paulus, 2003.

FRACALANZA, H.; AMARAL, I.A.; GOUVEIA, M.S.F. O ensino de Ciências no Primeiro Grau. São Paulo: Atual, 1987. 124 p.

FERREIRA, N. S. As pesquisas denominadas “Estado da Arte. Educação & Sociedade, ano XXIII, nº 79, p. 257-272. Agosto, 2002. Disponível em: < https://www.scielo.br/pdf/es/v23n79/10857.pdf.> Acessado em 20/06/2020.

FREIRE, P. Educação e mudança. 16. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

GOMES, N. L. Indagação sobre o Currículo: Diversidade e Currículo. Org. Jeanete Beauchamp, Sandra Denise Pagel, Aricélia Ribeiro do Nascimento. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica. Brasília, 2007. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Ensfund/indag4.pdf.> Último acesso 30 junho 2019.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades e Estados, 2019. Disponível em:<https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/mt/porto-esperidiao. Acesso em 09 de março, 2021.

I.S.A. Instituto Socioambiental indígenas do Brasil, 2007. Disponível em: 19/04/2021.

KOSTANJEVEC, S. et al. The Influence of Nutrition Education on the Food Consumption and Nutrition Attitude of Schoolchildren in Slovenia. US-China Education Review A 11 (2012) 953-964. Disponível em: https://www.google.com/search?client=firefox. Acesso em 24/01/2021.

MELLO, Suely Amaral. FARIAS, Maria Auxiliadora. A escola como lugar da cultura mais elaborada. 2010. Revista Educação. Disponível em: http://www.ufsm.br/revistaeducacao acessado em 24 de junho de 2019.

PIASETZK, C. T. R. da; BOFF, E. T. O. de. Educação Alimentar e Nutricional e a formação de hábitos alimentares na infância. Revista Contexto & Educação, Ano 33, nº 106, Set.-Dez. 2018. Disponível em: <https://www.google.com/search?client>. Acesso em 24/10/2021.

RUWER, C.M.; MAINBOURG, E.M.T. Promoção da alimentação saudável em escolas Particulares. Revista Visa em Debates. 2015; 3(1):67-74. Disponível em: <https://www.redalyc.org/pdf/5705/570561421011.pdf.> Acesso: 25/04/2020.

SILVA, Juliana Rezende Melo da; SCHMITZ, Bethsáida de Abreu Soares. Promoção da saúde: alimentação saudável no contexto escolar. Dissertação - Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Nutrição, 2010.

TOMAZONI, Ana Maria Ruiz; Catarina Arantes. FAZENDA, Ivani. Práticas e reflexões sobre educação alimentar: uma narrativa interdisciplinar. Tese - Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2014.

SILVA, Joana Aparecida Fernandes; Costa, José Eduardo Moreira da; Almeida, Soraya. Plano de Desenvolvimento para Povos Indígenas - Chiquitanos (contrato de trabalho 008/2000). Brasília: Funai, 2000.

SILVA, Joana Aparecida Fernandes. Breve notícia sobre os Chiquitanos no Brasil. Cuiabá: ed., ago. 1999. Disponível em: <https://www.google.com/search?client=firefox-bd&1999>. Acessado em 24/04/2021.

DA SILVA, G. J. A presença do Kamba-Chiquitano na fronteira Brasil -Bolívia (1938-1987: Identidade, migração e práticas culturais. Goiânia-GO, 2009. Tese de doutorado.

SILVA, J. A. F. Os Chiquitano na rota do gasoduto Bolívia-Brasil. In: RICARDO, Carlos Alberto (Ed.). Povos Indígenas no Brasil 1996/2000. São Paulo: ISA, 2001. p.611-3.

SILVA, D. F. S. dos; GARCIA, R. N. Avaliação da abordagem dos conteúdos de alimentação e nutrição no livro de ciências da 8ª série utilizado no município de Petrolina-PE. Revista Contexto & Educação. Ano 36, nº 113, Jan./Abr. 2021. Disponível em: <https://www.google.com/search?client=firefox.> Acessado em: 23/04/2021.

VYGOTSKY, M. K. Aprendizado e desenvolvimento, um processo sócio-histórico. São Paulo, Scipione 1993.

Downloads

Publicado

2022-01-03