O Projeto de Extensão Comunitária na formação inicial de professores em Pedagogia

Autores

  • José Márcio Silva Barbosa Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) e Centro Universitário Una (2018 - 2020). http://orcid.org/0000-0003-4582-5009
  • Denise Aparecida dos Santos Pontelo Centro Universitário Una de Sete Lagoas -Minas Gerais
  • Geovana Ferreira Martins Centro Universitário Una de Sete Lagoas - Minas Gerais

Palavras-chave:

Projeto de Extensão Comunitária, Formação de Professores, Universitárias da Pedagogia.

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar os reflexos da disciplina Projeto de Extensão Comunitária para a formação inicial de professores em Pedagogia em uma Instituição do Ensino Superior. Propôs-se adotar como procedimento metodológico a pesquisa qualitativa de cunho bibliográfica e técnica de grupo de discussão de que participaram graduandas do curso de Pedagogia de forma a contribuir com seus relatos. Evidenciou-se que a disciplina Projeto de Extensão Comunitária, na concepção das graduandas, alinha-se à ampliação do conhecimento para consolidar ações extensionistas na área educacional, sendo um modo de fortalecer sua formação profissional e prestação de serviços à comunidade. 

Palavras-chave: Projeto de Extensão Comunitária, Formação de Professores, Universitárias da Pedagogia.

Biografia do Autor

José Márcio Silva Barbosa, Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) e Centro Universitário Una (2018 - 2020).

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mestre em Educação pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Bacharel em Ciências Econômicas (UFV) e Licenciando em Ciẽncias Sociais (UNIMES-SP). Foi professor do Centro Universitário Una de 2018 a 2020 e atualmente é  professor e pesquisador da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG). 

 

Denise Aparecida dos Santos Pontelo, Centro Universitário Una de Sete Lagoas -Minas Gerais

Estudante do curso de Pedagogia do Centro Universitário Una de Sete Lagoas - Minas Gerais

Geovana Ferreira Martins, Centro Universitário Una de Sete Lagoas - Minas Gerais

Estudante do curso de Pedagogia do Centro Universitário Una de Sete Lagoas - Minas Gerais

Referências

BRASIL, Ministério da Educação. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, 134(248), 1996.

BRASIL, Ministério da Educação. Plano Nacional de Educação 2014–2024, Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014, que aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Atualizada em 1/12/2014.

BRASIL Ministério da Educação. Resolução de nº 7, de 18 de dezembro de 2018. Estabelece as Diretrizes para a Extensão na Educação Superior Brasileira e regimenta o disposto na Meta 12.7 da Lei nº 13.005/2014, que aprova o Plano Nacional de Educação - PNE 2014-2024 e dá outras providências.

CORRÊA-SILVA, A. M., PENHA, N. R., GONÇALVES, J. P. Extensão Universitária e Formação Docente: contribuições de um projeto de extensão para estudantes de Pedagogia. Formação@ Docente, 9(1), 58-73, 2017.

FREIRE, P. Extensão ou comunicação? 16. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013ª.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 53. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2016.

GODOI, C. K. Grupo de discussão como prática de pesquisa em estudos organizacionais. Revista de Administração de Empresas. São Paulo, v. 55, n. 6, nov.- dez., 2015, 632 -644.

JEZINE, E. As práticas curriculares e a extensão universitária. In: Congresso Brasileiro de Extensão Universitária. p. 1-5, 2004.

MARTINS, L. M. Indissociabilidade ensino-pesquisa-extensão como fundamento metodológico da construção do conhecimento na universidade. In: PINHO, SZ; CHAVES, A J. F. et. al. Oficinas de Estudos Pedagógicos: reflexões sobre a prática do ensino superior. São Paulo (SP): Cultura Acadêmica: Universidade Estadual Paulista, 73-86 2008.

MENEZES, João Paulo Cunha. Contribuição da extensão universitária na formação inicial docente em Ciências Biológicas. Interfaces - Revista de Extensão da UFMG, Belo Horizonte, v. 8, n. 1 - Edição extra, p.1-282, maio/2020.

OLIVEIRA, L. Por que curricularizar a extensão universitária? Jornal Universidade Federal de Goiás (UFG). 04 de novembro de 2019.

SANTOS, S. C. D. O processo de ensino-aprendizagem e a relação professor-aluno: aplicação dos” sete princípios para a boa prática na educação de Ensino Superior”. REGE Revista de Gestão, 8(1), 2010.

SEVERINO, A. J Metodologia do trabalho científico. Editora Cortez, 2007. ISBN 978-85-249-2448-4.

SILVA, K. C.; KOCHHANN, A. Tessituras entre concepções, curricularização e avaliação da extensão universitária na formação do estudante. Revista Espaço Pedagógico, v. 25, n. 3, Passo Fundo, p. 703 – 725, set./dez. 2018. Disponível em: Disponível em . Acesso em: 25 jun. 2020.

PEREIRA, N. F. F.; VITORINI, R. A. S. Curricularização da extensão: desafio da educação superior. Interfaces – Revista de Extensão da UFMG. Belo Horizonte, v. 7, n. 1, p. 01 – 591, jan./jun. 2019.

SILVEIRA, A. L. M. da; ZAMBENEDETTI, G. W.; RIBEIRO, V. G. Diretrizes para orientar a formulação e a implementação de ações de Design na Extensão Universitária. Educação, Santa Maria, v. 44, 2019.

Downloads

Publicado

2021-02-06