Formação de professores em Brasil e Portugal: revisão de literatura na perspectiva do diálogo luso-brasileiro

Autores

  • Helena Maria dos Santos Felício Universidade Federal de Alfenas

Palavras-chave:

Formação de Professores, Trabalho Docente, Revisão de Literatura, Luso-Brasileiro

Resumo

Este trabalho analisa artigos publicados no Brasil e em Portugal, que privilegiam um diálogo na perspectiva luso-brasileiro sobre a formação de professores como temática norteadora da produção científica. Mediante buscas no Periódicos da CAPES e Repositorium Científicos de Acesso Aberto de Portugal (RCAAP), foram selecionados 17 artigos, publicados entre 2010 e 2019. A partir da Análise de Conteúdos, percebe-se que as produções dizem respeito tanto à formação inicial como continuada; que evidenciam, em grande medida, os estudos comparados. Deste modo, conclui-se que, embora se reconheça o impacto do crescente trânsito acadêmico entre Brasil e Portugal, faz-se necessário caminhar em direção à construção do conhecimento em uma perspectiva dialógica, cooperativa e colaborativa, para que o sentido da internacionalização acadêmica possa ser construído, reconhecendo que existem muitos aspectos que necessitam ser investigados na dimensão luso-brasileira para se atingir uma compreensão mais clara daquilo que nos une.

Palavras-chave: Formação de Professores. Trabalho Docente. Revisão de Literatura.Luso-Brasileiro.

Biografia do Autor

Helena Maria dos Santos Felício, Universidade Federal de Alfenas

Pedagoga, Mestre e Doutora em Educação: Currículo, com pós-doutoramento em Educação pela Universidade do Minho (Portugal). Professora e Pesquisadora do Instituto de Ciências Humanas e Letras da UNIFAL-MG, docente no Programa de Pós-Graduação em Educação da mesma instituição.

Referências

ALMEIDA, Lucinalva; LEITE, Carlinda; SANTIAGO, Eliete. Um olhar sobre as políticas curriculares para formação de professores no Brasil e em Portugal na transição do século XX para o XXI. Revista Lusófona de Educação. v. 23, p. 119-135, 2013.

BRAGANÇA, Inês Ferreira de Souza. A formação como “tessitura da intriga”: diálogos entre Brasil e Portugal. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Brasília, v. 93, n. 235, p. 579 -593, set/dez, 2012.

CANÁRIO, Rui. Relatório Geral - Formação e desenvolvimento profissional dos professores. Em Conferência Desenvolvimento Profissional de Professores para a Qualidade e para a Equidade da Aprendizagem ao longo da vida (p. 133-148), 2008. Obtido de: https://crispasuper.files.wordpress.com/2012/06/erc3aancia-e28098desenvolvimento-profissional-de-professores-para-a-qualidade-e-para-a-equidade-da-aprendizagem-ao-longo-da-vida_3.pdf

CAPORALE, Silvia Maria Medeiros; SARMENTO, Teresa Jacinto. Cruzar o mar na formação e na ação: narrativas de professores portugueses e brasileiros. Horizontes. v. 33, n. 1, p. 09-18, jan/jun, 2015.

CRESWELL, John. W. Projeto de Pesquisa: método qualitativo, quantitativo e misto. 3 ed.. M. Lopes, Trad. Porto Alegre: Artmed, 2010.

FELÍCIO, Helena Maria dos Santos; SILVA, Carlos Manuel Ribeiro da. A formação de professores do 1º ciclo do Ensino Fundamental e os contributos do Projeto Curricular Integrado: Esboço de uma parceria Brasil - Portugal. Revista Eletrônica Pesquiseduca. Santos, v. 07, n. 14, p. 309-331, jul/dez, 2015.

FLORES, Maria Assunção. Profissionalismo e Liderança dos Professores. Santo Tirso: De Facto Editores, 2014.

FLORES, Maria Assunção; SIMÃO, Ana Maria Veiga. Aprendizagem e desenvolvimento profissional de professores: contextos e perspetivas. Mangualde: Pedago, 2009.

GARCIA, Carlos Marcelo. Formação de Professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

GODOY, Dalva Maria Alves; VIANA, Fernanda Leopoldina. Conteúdos linguísticos como subsídio à formação de professores alfabetizadores - a experiência do Brasil e de Portugal. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Brasília, v. 97, n. 245, p. 82 -96, set/dez, 2016.

GOMES, Claudia; GONZALEZ REY, Fernando Luis. Inclusão Escolar: representações compartilhadas de profissionais da educação acerca da inclusão escolar. Revista Psicologia: Ciência e Profissão, 27(3), p.406-417, 2007.

KNIGHT, Jane. Internationalization remodeled: definition, approaches, and rationales. Journal of Studies in International Education, 8, p. 05-31, 2004.

LOPES, Sonia de Castro. O magistério primário no Rio de Janeiro e Lisboa em fins do século XIX . Revista de Educação Pública, 23(52), p.151-169, 2014.

MAFRA, Núbio Delanne Ferraz; REZENDE, Lucinea Aparecida de. Formação para formar o leitor jovem do século XXI. Interações. n. 17, p. 96-113, 2011.

MIRANDA, Carla Patrícia Queirós. Caçador de Sonhos: (des)construindo o caminho de uma futura profissonal da Educação Básica. Universidade do Minho, Instituto de Educação. Braga: Universidade do Minho, 2015. Obtido de http://hdl.handle.net/1822/43265

MOTA, Graça; FIGUEIREDO, Sergio. Estudo comparativo sobre a formação de professores de música em Portugal e no Brasil. Educação. Santa Maria, v. 37, n. 2, p. 273-290, mai/ago, 2012.

NÓVOA, Antonio. Concepc?ões e práticas de formação contínua de professores. In: NÓVOA, Antonio. Formac?ão de professores e trabalho pedagógico. Lisboa: Universidade de Lisboa, 2002. Obtido de https://repositorio.ul.pt › bitstream › formprof

NÓVOA, Antonio. Entrevista com o Prof. António Nóvoa. Educação & Sociedade, 33(119), p. 633-645, 2012.

OLIVEIRA, Hélia Margarida; CYRINO, Márcia Cristina da Costa Trindade. T. A formação inicial de professores de matemática em Portugal e no Brasil: Narrativas de vulnerabilidade e agência. Interações. n. 18, p. 104-130, 2011.

OLIVEIRA, Fernando Rodrigues. Notas para uma história do ensino da literatura infantil na formação de professores primários no Brasil e em Portugal. Acta Scientiarum. Maringá, v. 38, n. 1, p. 11-19, jan/mar, 2016.

OLIVEIRA, Rosa Maria Moraes A.; MOREIRA, Maria Alfredo Lopes. “Entre o amor e o ódio”: Narrativas de avaliação das aprendizagens em Portugal e no Brasil. Revista Teias. v. 14, n. 37, p. 13-28, 2014.

ORLANDO, Evelyn de Almeida; MOGARRO, Maria João. Estratégias católicas de formação de professores e circulação de modelos culturais e pedagógicos no Brasil e em Portugal. Revista Diálogo Educacional. Curitiba, v. 15, n. 46, p. 749-769, set/dez, 2015.

PIRES, Giovana Rodrigues Oliveira; MOGARRO, Maria João. Formação Continuada de Professores: Brasil e Portugal. Journal of Research in Special Educational Needs. v. 16, n. s1, p. 510-514, 2016.

ROSSI, Célia Regina; FREITAS, Dilma Lucy de. As Tecnologias de Informação e Comunicação - TIC na formação de Professores (as) em Educação Sexual: o caso das E-Oficinas na I COES. Educação: Teoria e Prática. Rio Claro, v. 24, n. 45, p. 98-118, jan/abr, 2014.

RUSSELL, Tom; MARTIN, Andrea K. A importência da voz pedagógica e da aprendizagem produtiva na formação inicial de professores. In: FLORES, Maria Assunção (org.). Formação e Desenvolvimento Profissional de Professores: contributos internacionais (p. 17-39). Coimbra: Edições Almedina, 2014.

SANTOS, Daniella Cristina Silva dos; SANTOS, Luciana Silva dos. Centro de Formação de Professores e o Facebook: Perspectivas para a continuidade e flexibilização do processo formativo. Internet Latent Corpus Journal. v. 6, n. 1, 2016.

SANTOS, Lucimara da Cunha; SILVA, Rejane Maria Ghisolfi da; PEDROSA, Maria Arminda. Práticas de Educação para o Desenvolvimento Sustentável: contribuições, limitações e possibilidades futuras. Indagatio Didactica. v. 8 (1), julho, 2016.

TEJADA, José. La alternativa de contexto para la adquisición de competencias profesionales en escenarios complementarios de educación superior: marco y estrategias. Educación XXI, 15(2), p. 17-40, 2012.

XAVIER, Libânia Nacif; MOGARRO, Maria João. Itinerários profissionais de professores no Brasil e em Portugal: Redes de intercâmbio no contexto da expansão do movimento da Escola Nova. Revista História da Educação. Porto Alegre, v. 15, n. 34, p. 117-136, jan/abr, 2011.

Downloads

Publicado

2021-02-06