Apropriações conceituais bourdieusianas no ensino de Ciências para alunos surdos

Autores

  • Carla Andréa Sampaio Mendonça

Resumo

O artigo, a partir de conceitos elaborados por Pierre Bourdieu, tem por objetivo discutir acerca do Ensino de Ciências para alunos surdos bem como fazer uma breve contextualização das abordagens metodológicas que envolvem o processo de educação desses indivíduos. Para desenvolver este artigo pautamo-nos em uma abordagem qualitativa e na análise bibliográfica. Sabemos que Pierre Bourdieu, sob uma perspectiva sociológica, desenvolveu uma teoria consistente que propicia uma rica análise das questões educacionais, apontando principalmente para a desigualdade de oportunidades no sistema escolar em função do pertencimento a classes sociais e revelando a escola como um espaço de legitimação das desigualdades sociais em desigualdades escolares. O artigo sinaliza para a necessidade de uma maior colaboração entre as áreas de pesquisas do ensino de Ciências e da educação de surdos.

Palavras-chave: Conceitos Bourdieusianos. Ensino de Ciências. Alunos surdos.

Biografia do Autor

Carla Andréa Sampaio Mendonça

Mestre em Educação e Ensino pelo Programa de Pós Graduação em Educação e Ensino de Ciências na Amazônia - PPGEEC/UEA -2020, graduada em História pela Universidade Federal do Amazonas, especialista em Psicopedagogia da Educação pela Faculdade de Educação da Serra/ES-FASE. Atualmente é bolsista da FAPEAM e professora em caráter efetivo na Secretaria Municipal de Educação de Manaus nos anos iniciais do ensino fundamental. 

Referências

BONAMINO, A.; CAZELLI, S.; ALVES, F.; FRANCO, C. Os efeitos das diferentes formas de capital no desempenho escolar: um estudo à luz de Bourdieu e de Coleman. Revista Brasileira de Educação, v. 15, n. 45, p. 487-494, 2010.

BOURDIEU, P. Esboço de uma teoria da prática. In: ORTIZ, Renato (Org.). Pierre Bourdieu: Sociologia. São Paulo: Ática, 1983. p. 46-81.

BOURDIEU , P. Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

BOURDIEU , P. Razões práticas: sobre a teoria da ação. São Paulo: Papirus, 1996.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rios de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989.

BOURDIEU, P. Conferência do Prêmio Goffman: a dominação masculina revisitada. In: LINS, D. (Org.). A dominação masculina revisitada. Campinas: Papirus, 1998, pp. 11-27

BOURDIEU, P. Para uma sociologia da ciência. Lisboa: Edições 70, 2001.

BOURDIEU, P. Os três estados do capital cultural. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio. (Orgs.). Escritos de Educação. Rio de Janeiro: Vozes, 2007. p.73-79.

BOURDIEU P. Escritos de Educação. Editora Vozes, Petrópolis, 2013.

CARLES, P. (2001), La sociologie est un sport de combat. Montpellier, CP Productions. (Sociology is a martial art; ver a versão revista em língua inglesa no DVD francês ampliado de 2007). Disponível em: https://vimeo.com/92709274. Acesso em: 03 fev. 2019.

DIAS, V. L.; SILVA, V. A.; BRAUN, P. A inclusão do aluno com deficiência auditiva na classe regular: reflexões sobre a prática pedagógica. In GLAT, R. Educação Inclusiva: Cultura e Cotidiano Escolar. Rio de Janeiro: 7 Letras, p.97-115. 2007.

DELIZOICOV, D; ANGOTTI, J.A. Metodologia do ensino de ciências. São Paulo: Cortez, 1994.

FRIZZO Marisa N.; MARIN, Eulália B. O ensino de ciências nas séries iniciais. 3. ed. Ijuí: UNIJUÍ, 1989.

KRASILCHIK, M. Formação de professores e ensino de Ciências: tendências nos anos 90. In: MENEZES, L. C. (Org.). Formação continuada de professores de Ciências. Campinas: Autores Associados. 1996, p.135-40.

KRASILCHIK, M. Prática de ensino de biologia. Edusp, 2004.

LANG, H.G. Teaching Science. in: MOORES, D.F.; MARTIN, D.S. Deaf Learners: Developments in Curriculum and Instruction. Gallaudet University Press Washington, D.C, 2006.

LABURÚ, C. E.; ARRUDA, S. M.; NARDI, R. Pluralismo metodológico no ensino de ciências. Ciência & Educação, p. 247-260, 2003.

LEMGRUBER, Márcio Silveira. Um panorama da educação em ciências. Educação em Foco, v. 5, n. 1, p. 13-28, 2000.

LÜDKE, M; ANDRÉ, M. E. D. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 2001.

MARTINS, C. B. A pluralidade dos mundos e das condutas sociais: a contribuição de Bourdieu para a Sociologia da Educação. Em Aberto. Brasília, ano 9. n. 46, abr. jun. 1990.

MCINTOSH, R. A. et al. Making science accessible to deaf students: The need for science literacyand conceptual teaching. American annals of the deaf, v. 139, n. 5, p. 480-484, 1994.

NASCIMENTO, L. C. R. Um pouco mais da história da Educação dos Surdos segundo Ferdinand Berthier. In: ETD - Educação Temática Digital 7. (2006), 2, p. 255-265.

SÁ, N. R. L. Educação de surdos: a caminho do bilinguismo. Eduff, Niterói/RJ, 1999.

SANTANA, R.S; SOFIATO, C.G. Ensino de Ciências para estudantes surdos: possibilidades e desafios. Revista Internacional de Formação de Professores (RIFP), Itapetininga, v. 2, n.4, p. 37-54, 2017.

SANTOS, M. R. CORDEIRO, S. P. VALE, J. da S. Fundamentos da Língua Brasileira de Sinais – Libras. Amazonas: Universidade do Estado do Amazonas – UEA, 2017.

SANTOS, M. R. Educação de Surdos: o discurso da inclusão educacional produzido por surdos e ouvintes. (Mestrado em Letras e Artes) - Universidade do Estado do Amazonas, 2017.

SKLIAR, C. (Org.) Educação & exclusão: abordagens sócio-antropológicas em educação especial. Porto Alegre: Editora Mediação. 1997.

SKLIAR, C. A localização política da educação bilíngue para surdos. IN SKLIAR, C. (Org.) Atualidade da Educação Bilíngue para Surdos: Interfaces entre Pedagogia e Linguística (Vol.1, 4. ed., pp. 7-14). Porto Alegre, RS: Mediação, 2013.

SILVA, L.F. da; OLIVEIRA, L.de. O Papel da Violência Simbólica na Sociedade por Pierre Bourdieu. Rev. FSA, Teresina, v. 14, n. 3, art. 9, p. 160-174, mai./jun. 2017. Disponível em: . Acesso em: 15 fev. 2019.

SPENCER, T. S.; WALKER, T. M. Creating a Love for Science for Elementary Students through Inquiry-based Learning. Journal of Virginia Science Education, v. 4, n. 2, p. 18-25, 2011.

THIRY-CHERQUES, H.R. Pierre Bourdieu: a teoria na prática. RAP: Rio de Janeiro 40(1): 27-55. 2006.

VELOSO, E.; MAIA FILHO, V. Aprenda Libras com eficiência e rapidez. Vol1. Curitiba/PR, Mãos Sinais, 2009.

WACQUAN, L.J.D. O Legado sociológico de Pierre Bourdieu: duas dimensões e uma nota pessoal. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, 19, p. 95-110, nov. 2002.

WEISSHEIMER, Marco. “O legado crítico de Pierre Bourdieu”. Revista Espaço Acadêmico I (10), março de 2002.

Downloads

Publicado

2021-02-06