Práticas pedagógicas críticas no Ensino Superior: Educação Emancipadora em curso de Bacharelado de Ciências Contábeis

Autores

  • Márcia Mineiro Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB
  • Cristina D'Ávila Universidade Federal da Bahia

Palavras-chave:

Educação Emancipadora, Prática pedagógica, Ensino Superior

Resumo

Este artigo resulta de pesquisa bibliográfica e reflexão sistemática sobre uma prática pedagógica no Ensino Superior de apresentação da Educação Emancipadora a futuros bacharéis de Ciências Contábeis que atuarão como professores. Teve como objetivos: levantar compreensões conceituais sobre a Educação Emancipadora; e identificar entendimentos da importância e possíveis efeitos da Educação Emancipadora na formação docente inicial de prováveis bacharéis-professores. Com cunho exploratório, pautou-se na abordagem metodológica qualitativa, pelo paradigma interacionista. Procedimentalmente, além da análise sobre dados conceituais provindos da pesquisa bibliográfica, apresenta relatos produzidos pelos estudantes em mural digital e compreendidos pela análise de conteúdo com duas categorias a priori. Concluiu-se que, embora tenha sido elementar, a prática permitiu desequilíbrios, desafios cognitivos e reflexões críticas aventando potencialidades da Educação Emancipadora em curso de bacharelado.

Biografia do Autor

Márcia Mineiro, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB

Licenciada em Pedagogia e Bacharela em Ciências Contábeis pela UESB, Mestra em Contabilidade pela FVC, Doutora em Educação pela UFBA. Professora Adjunta na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB); Pesquisadora dos Grupos: Pesquisa em Educação, didática e ludicidade (GEPEL) e Educação Contábil na Contemporaneidade (GPEC).

Cristina D'Ávila, Universidade Federal da Bahia

Doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Licenciada em pedagogia, mestra e doutora em educação, com estágio de pós-doutorado pela Universidade Sorbonne Paris 5 na área de ciências humanas, educação. Professora titular de didática da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Líder do Grupo Educação, didática e ludicidade (GEPEL) da UFBA. Membro do grupo de pesquisa GREAS-CEAQ (Sorbonne, Paris-Descartes).

Referências

AUSUBEL, D. P. Adquisición y retención del conocimiento: una perspectiva cognitiva. Cognición y desarrollo humano. Paidós: Barcelona, 2009.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Edição revista e ampliada. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação, Conselho Nacional de Educação, Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES 10, de 16 de dezembro de 2004. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Ciências Contábeis, bacharelado, e dá outras providências. Brasília: Conselho Nacional de Educação, 2004.

COUTO, Mia. Vozes adormecidas. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

D’ÁVILA, C. Decifra-me ou te devorarei: o que pode o professor fazer ao livro didático? 2 ed. Salvador: EDUFBA, 2013.

D’ÁVILA, C. M. Razão e sensibilidade na docência universitária. Em Aberto, Brasília, v. 29, n. 97, p. 103-118, set./dez., 2016.

D’ÁVILA, C. M.; SONNEVILLE, J. Trilhas percorridas na formação de professores: da epistemologia da prática à fenomenologia existencial. In: VEIGA, I. P. A.; D’ÁVILA, C. (orgs.). Profissão docente: Novos sentidos, novas perspectivas. Campinas-SP: Papirus, 2008.

D’ÁVILA, C. Universidade e formação de professores: qual o peso da formação inicial sobre a construção da identidade profissional docente? In: NASCIMENTO, A. D.; HETKOWSKI, T. M. (orgs.). Memória e formação de professores. Salvador: EDUFBA, 2007. p. 219-240.

FREIRE, P. Conscientização. São Paulo: Moraes, 1980

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987

FREIRE, P. Pedagogia da esperança. Um reencontro com a pedagogia do oprimido. 6. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 16. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 29. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2004.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 73.ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2020.

GAUTHIER, C. et al. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. 3. ed. Ijuí: Editora Unijuí, 2013.

GAYA, Adroaldo Cezar Araújo; GAYA, Anelise Reis. Relato de Experiência: roteiros para elaboração de trabalhos de conclusão de cursos de licenciatura. Curitiba: CRV, 2018.

HAN, Byung Chul. Psicopolítica: O neoliberalismo e as novas técnicas de poder. Belo Horizonte: Editora Âyiné, 2018.

LAVAL, Christian. A escola não é uma empresa: O neoliberalismo em ataque ao ensino público. São Paulo: Boitempo,2019.

MINEIRO, Márcia. O essencial é invisível aos olhos: a concepção dos estudantes sobre a mediação didática lúdica na educação superior. 2021. 445 f. Tese (Doutorado) - Curso de Educação, Faculdade de Educação (Faced), Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2021. Disponível em: <https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/33486/1/Tese%20-%20Marcia%20Mineiro%2007.05.2021fv.pdf.> Acesso em: 01 jun. 2021.

MIZUKAMI, M. G. N. Ensino: as abordagens do processo. São Paulo: EPU, 1986.

PIMENTA, S. G.; ANASTASIOU, L. G. C. Docência no Ensino Superior. 4. ed. São Paulo: Cortez Editora, 2010.

SAVIANI, D. Escola e democracia. 8 ed. São Paulo: Cortez, 1985

SAVIANI, D. Escola e Democracia: teorias da educação. 11. ed. Campinas: Editora Autores Associados, 1986.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. São Paulo: Cortez, 1991

SAVIANI, D. Pedagogia Histórico-Crítica. 11 ed.revista. Campinas: Editores Associados, 2013.

STAKE, R. E. Investigación con estudio de casos. Madrid: Ediciones Morata, 1998.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 11. ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

TEIXEIRA, A. C. A Interdisciplinaridade em Ciências Contábeis: estudo de caso na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia em 2014. Orientador: Márcia Mineiro de Oliveira. 2014. 112 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências Contábeis) – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, 2014. Disponível em: http://www2.uesb.br/cursos/contabeis/wp-content/uploads/72-Aline-Cardoso-Teixeira.pdf. Acesso em: 29 nov. 2017.

VIRGINIO, Alexandre Silva. Educação e sociedade democrática: interpretações sociológicas e desafios à formação política do educador. Revista Sociologias, p. 176-212. Porto Alegre, 2012. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/soc/v14n29/a08v1429.pdf) visto em: < https://williakatia.wordpress.com/2020/04/18/a-educacao-emancipadora/> Acesso em 14 ago. 21.

VOLPATO, G. Profissionais liberais professores: aspectos da docência que se tornam referência na educação superior. Curitiba: Editora CRV, 2010.

Williakatia. A educação e o neoliberalismo. Disponível em: <https://williakatia.wordpress.com/2020/04/18/a-educacao-e-o-neoliberalismo/ >. Acesso em 14 ago. 21

Downloads

Publicado

2021-11-14