Aplicação de diferentes categorias de percepção na análise de desenhos infantis sobre meio ambiente

Autores

  • Giovano Candiani Universidade Federal de São Paulo, Campus Diadema

Palavras-chave:

Educação. Educação ambiental. Análise de desenho.

Resumo

Este trabalho avaliou as percepções ambientais de jovens e adultos no ensino básico de uma escola no município de Osasco (SP). Um total de 84 alunos foram investigados. Para a coleta de dados foi proposto para os alunos desenharem o que eles entendiam como meio ambiente. Para a análise referente às percepções ambientais foram utilizadas diferentes categorias de percepções propostas por diferentes autores. Os resultados apontam para a predominância de uma percepção naturalista, carecendo da análise da ação humana no meio ambiente. Os resultados reforçam a necessidade do estabelecimento de programas de educação ambiental que possam desenvolver percepções mais críticas quanto aos problemas ambientais contemporâneos.

Biografia do Autor

Giovano Candiani, Universidade Federal de São Paulo, Campus Diadema

Professor Dr. Adjunto III na Universidade Federal de São Paulo, Campus Diadema. Departamento de Ciências Ambientais, atua na áreas de educação e gestão ambiental

Referências

AIRES, B. F. C.; BASTOS, R. P. Representações sobre meio ambiente de alunos da educação básica de Palmas (TO). Ciência & Educação, v. 17, n. 2, p. 353-364, 2011.

BASSANI, M. A. Psicologia Ambiental: contribuições para a educação ambiental. In: HAMMES, V. S. Proposta metodológica da macroevolução. São Paulo: Globo, p. 90-95, 2004.

BISPO, M. O.; OLIVEIRA, S. F. Lugar e cotidiano: categorias para compreensão de representações em meio ambiente e educação ambiental. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 2, n. 2, p. 69-76, 2007.

BOEH, N. O meio ambiente na percepção de alunos que recebem educação ambiental na escola. Ciência e Ambiente, v. 5, p. 91-101, 1994.

ELISEI, M. G. M. Diagnóstico da percepção ambiental através de desenho infantil. Taubaté-SP: Cabral Editora e Livraria Universitária, 2008.

FARIAS, L. A.; SILVA, J. A.; COLAGRANDE, E. A.; ARROIO, A. Opposite shores: a case study of environmental perceptions and social representations of public school teachers in Brazil. International Research in Geographical and Environmental Education, v. 27, n. 1, p. 43-55, 2018.

GARRIDO, L. S.; MEIRELLES, R. M. S. Percepção sobre meio ambiente por alunos das séries iniciais do Ensino Fundamental: considerações à luz de Marx e de Paulo Freire. Ciênc. educ., v. 20, n. 3, p. 671-685, 2014.

HAMMES, V. S. Percepção Ambiental. In: HAMMES, V. S. Proposta metodológica da macroevolução. São Paulo: Globo, 2004.

LAYRARGUES, P. P.; LIMA, G. F. C. As macrotendências político-pedagógicas da educação ambiental brasileira. Revista Ambiente & Sociedade, v. 17, n. 1, p. 23-40, 2014.

LOOS-SANT’ANA, H.; LIMA, C. S. Representações de crianças sobre a natureza a partir de uma perspectiva ecológica – afetivamente ampliada da vida. Educação, v. 39, n. 1, p. 201-214, 2014.

MALAFAIA, G.; RODRIGUES, A. S. L. Percepção ambiental de jovens e adultos de uma escola municipal de ensino fundamental. Revista Brasileira de Biociências, v. 7, n. 3, p. 266-274, 2009.

MANUCCI, M. Macroeducação. In: Hammes, V. S. Proposta metodológica da macroevolução. São Paulo: Globo, 2004.

MARTINHO, L. R.; TALAMONI, J. L. B. Representações sobre meio ambiente de alunos da quarta série do ensino fundamental. Ciência & Educação, Bauru, v. 13, n. 1, p. 1-13, 2007.

OZSOY, S. Investigating elementar school students perceptions about environmental through their drawings. Education Scienses: theory & practice, v. 12, n. 2, p. 1132-1139, 2012.

PEDRINI, A.; COSTA, E. A.; GHILARDI, N. Percepção ambiental de crianças e pré-adolescentes em vulnerabilidade social para projetos de educação ambiental. Ciência & Educação, v. 16, n. 1, p. 163-179, 2010.

PEDRINI, A. G; DE-PAULA, J. C. Educação ambiental: críticas e propostas. In: PEDRINI, A. G. (org.). Educação ambiental: reflexões e práticas contemporâneas. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2008. p. 90-146.

PROFICE, C.; PINHEIRO, J. Q.; FANDI, A. C.; GOMES, A. R. Children´s environmental perceptions of protected áreas in the Atlantic Rainforest. Psyecology, v. 6, n. 3, p. 328-358, 2015.

REIGADA, C.; REIS, M. F. C. T. Educação ambiental para crianças no ambiente urbano: uma proposta de pesquisa-ação. Ciência & Educação, v. 10, n. 2, p. 149-159, 2004.

REIGOTA, M. Meio ambiente e representação social. São Paulo: Cortez, 1995. (Col. Questões de Nossa Época, n. 41).

REIGOTA, M. A Educação Ambiental frente aos desafios apresentados pelos discursos contemporâneos sobre a natureza. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.36, n.2, p. 539-553, 2010.

REIS, M. F. C. T. Temas ambientais como “temas geradores”: contribuições para uma metodologia educativa ambiental crítica, transformadora e emancipatória. Educar em Revista, n. 27, p. 93-110, 2006.

SANTOS, F. A. S.; ECKERT, N. O. S.; OLIVEIRA, R. S.; SILVA NETO, H. G.; TEIXEIRA, L. N.; COELHO, A. S. Percepção ambiental e análise de desenhos: prática em curso de extensão universitária. Revbea, v. 12, n. 2, p. 156-177, 2017.

SATO, M. Educação Ambiental. São Carlos: Rima, 2002.

SCHWARZ, M. L.; SEVEGNANI, L.; ANDRÉ, P. Representações da Mata Atlântica e de sua biodiversidade por meio dos desenhos infantis. Ciência & Educação, Bauru, v. 13, n. 3, p. 369-388, 2007.

SAUVÉ, L; ORELLANA, I.; QUALMAN, S. La educación ambiental: una relación constructivista entre la escuela y la comunidad- guía de formación e intervención en educación ambiental. Québec: EDAMAZ/ Université du Québec à Montreal Bibliothèque Nationale du Canadá. 2000.

Downloads

Publicado

2022-05-03

Como Citar

Candiani, G. (2022). Aplicação de diferentes categorias de percepção na análise de desenhos infantis sobre meio ambiente. EVISTA ELETRÔNICA ESQUISEDUCA, 14(34), 510–526. ecuperado de https://periodicos.unisantos.br/pesquiseduca/article/view/1219