Experiência, negociação e fé: redes que compõem o cotidiano com a escola

Autores

  • Letícia Oliveira Castro Universidade Federal de Viçosa - MG
  • Heloisa Raimunda Herneck Universidade Federal de Viçosa- MG
  • Cíntia Castro Monteiro Universidade Federal de Juiz de Fora - MG.

Resumo

Nesta pesquisa tivemos como objetivo viver a escola como experiência que transborda sensações, afetos, situações inusitadas e imprevistas. A pesquisa foi realizada em uma escola pública em Venda Nova do Imigrante, no estado do Espírito Santo, por meio da nossa imersão no cotidiano escolar de uma professora de Português e seus alunos/as. Como caminho metodológico, utilizamos a narrativa e diário de campo e foi por meio da enunciação dos sujeitos que acompanhamos a produção das redes de saberesfazeres escolares. Como resultados, evidenciamos às cenas de astúcias docentes e discentes que resistiam às normatividades impostas pelo sistema escolar. Em suma, seguimos as pistas para o entendimento das negociações realizadas entre os sujeitos praticantes da escola. 

Palavras-chave: Experiência. Disciplinamento. Resistência e cotidiano escolar

Biografia do Autor

Letícia Oliveira Castro, Universidade Federal de Viçosa - MG

Pedagogas, Mestre em Educação pela Universidade Federal de Viçosa.

Heloisa Raimunda Herneck, Universidade Federal de Viçosa- MG

Professora Doutora do Departamento de Educação da Universidade Federal de Viçosa.

Cíntia Castro Monteiro, Universidade Federal de Juiz de Fora - MG.

Pedagoga, Mestre em Educação pela Universidade Federal de Viçosa e Doutoranda no programa de Pós graduação em  Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora - MG.

Downloads

Publicado

2021-02-06