TEOLOGIA, FÉ E RAZÃO EM ISAAC NEWTON

Antonio Tadeu F. Amado

Resumo


Neste ensaio, pretendo apresentar um Isaac Newton (1642-1727) que revela
um aspecto essencial da sua personalidade intelectual que se encontrava
ausente em sua imagem tradicional. Após sua morte deixou um volumoso
conjunto de manuscritos não publicados, em sua maior parte inacabados,
que estão diretamente ligados a religião. Combinou uma mistura muito
interessante de erudição bíblica moderna com uma aplicação à compreensão
do Livro Sagrado (a Bíblia); exegeses dos livros apocalípticos e
proféticos, história da Igreja antiga, estudos sobre instituições judaicas,
uma cronologia, etc. Esses textos, receberam desde a década de setenta do
séc XX, uma crescente atenção científica. Newton escreveu muito sobre
a Bíblia como um documento histórico, sobre a precisão da cronologia
bíblica e sobre a mensagem da bíblica; com uma firme convicção de que,
na leitura apropriada do texto bíblico haveria um plano para a história
humana e mundial.
Suas indagações teológicas giram ao redor de uma interpretação altamente
heterodoxa do Apocalipse de São João e sua relação com as Profecias
de Daniel, adotando uma interpretação protestante que identifica a bestia
bicorne (Apo 13, 11) com a Igreja Católica ocidental, indo mais além,
ao identificar seu nascimento na Igreja trinitária que se impôs no séc.
IV como resultado da chamada controvérsia ariana. Desse modo, Isaac
Newton se situava clandestinamente na posição herética tanto para a
Igreja Católica como para a Igreja Anglicana (protestante), da qual era
um crente fervoroso, pois considerava o dogma da Santíssima Trindade
como una corrupção alheia ao cristianismo primitivo. O artigo pretende
oferecer uma explicação, contrariando o sentido das opiniões para esse
comportamento de Newton, não o considerando nem convertido ao arianismo,
tampouco herético, parecendo mais uma atitude rebelde contra a tradição aceita e influenciado por alguns fatos históricos da época. No entanto continua sendo uma questão em aberto.


Palavras-chave


fé e razão, fé, religião, trinitarismo, dogma da Santíssima Trindade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.