DO JORNALISMO AO ENTRETENIMENTO QUE FUTURO: O DEBATE DE UMA PROPOSTA TEÓRICO-PRÁTICA

Autores

  • JOSÉ GABRIEL ANDRADE UNISANTOS

Palavras-chave:

Jornalismo, Entretenimento, Rede, Convergência, Transmídia, Meios de Comunicação

Resumo

Este artigo irá abordar as transformações tecnológicas que assistimos nos
meios de comunicação e lançar pistas para o futuro do jornalismo e do
entretenimento, questionando se existe uma barreira entre os dois formatos.
O período de reflexão em análise compreende os últimos quinze
anos de investigação-ação (2004-2019). Por um lado, realiza uma revisão
teórica dos modelos de comunicação e, por outro, observa a prática da
atividade do jornalismo em ação, ou seja, no campo. Trata-se de uma
investigação-ação, recorrendo a uma técnica auto-etnográfica, com base
na comemoração dos quinze anos de licenciados da turma de jornalismo
da Universidade Católica de Santos (UniSantos), onde ocorreu um
debate nas instalações do Campus Dom Idílio José Soares, em dezembro
de 2019, em parceria com a Cátedra Giusfredo Santini. No debate foram
lançadas pistas para cruzar o jornalismo com o entretenimento por meio
das possibilidades que as novas tecnologias de informação e comunicação
permitem, desvendando uma linha muito tênue entre esses dois formatos.
A investigação cruza a revisão bibliográfica das Ciências da Comunicação
com uma investigação-ação, propondo sete propriedades do exercício do
jornalismo no Brasil que atravessa a informação e o entretenimento na
relação entre tecnologias e produção de conteúdo.

Biografia do Autor

JOSÉ GABRIEL ANDRADE, UNISANTOS

Doutor Europeu
em Ciências da
C o m u n i c a ç ã o ”
pela Universidade
Católica Portuguesa.
Mestre em Ciências
da Comunicação pela
mesma instituição.
Graduado em
Jornalismo pela
Universidade Católica
de Santos. Professor
da Universidade do
Minho. Pesquisador
do Centro de Estudos
de Comunicação
e Sociedade da
UMinho e do
Grupo de Pesquisa
C o m u n i c a ç ã o
e Cidadania da
UniSantos. Dirigiu
o programa de
P ó s - G r a d u a ç ã o
em Comunicação
Digital da Católica
Portuguesa. É
coordenador do
Grupo de Trabalho
de Comunicação
Organizacional e
Institucional da
Associação Portuguesa
de Ciências da
Comunicação –
SOPCOM

Downloads

Publicado

2020-09-30