NEUROLITERATURA: ECOS DE UMA SOCIEDADE PÓS-MODERNA?

Autores

  • HERTHA FERES UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS
  • ROSA MARIA VALENTE FERNANDES UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Resumo

Neuroliteratura é um neologismo criado pelo crítico literário americano Marco Roth, para se referir à uma tendência na literatura contemporânea anglo-americana em utilizar como premissa distúrbios psiquiátricos. Este trabalho acadêmico apresenta a proposta de pesquisar Neuroliteratura por meio da análise do personagem protagonista do romance O Lado Bom da Vida, de Matthew Quick. Pretendemos refletir linguística, semântica e estilisticamente quais os aspectos presentes na literatura moderna contemporânea que caracterizam essa nova tendência e as características de verossimilhança com a sociedade pós-moderna.

Biografia do Autor

HERTHA FERES, UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Licenciada em Letras (português/ inglês) pela Universidade Católica de Santos;

ROSA MARIA VALENTE FERNANDES, UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Mestre e Doutora pela Universidade de São Paulo;

Publicado

2021-05-04