GUERRA ÀS DROGAS NA ERA CARDOSO: BRASIL, NARCOTRÁFICO E A QUESTÃO DAS FRONTEIRAS

Autores

  • NICOLE GRELL MACIAS DALMIGLIO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS
  • NATALIA NOSCHESE FINGERMANN UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Resumo

Desde o início da década de 1970, o contexto da “Guerra às Drogas” estabeleceu, por meio da imposição dos Estados Unidos e das Nações Unidas, limites internacionais para a atuação brasileira, resultando em uma estratégia proibicionista. Dessa forma, o eixo da investigação se concentra a cerca da política externa adotada pelo governo de FHC e da postura do Brasil em relação à questão das drogas durante esse período, enfatizando a influência exercida pelo contexto da “Guerra às Drogas”. Assim, o artigo utilizou-se de um amplo levantamento bibliográfico em torno da temático da securitização das políticas de repressão às drogas e controle de fronteiras, com ênfase na fronteira amazônica, no âmbito da política externa brasileira, juntamente a uma pesquisa documental de relatórios internacionais e da legislação nacional relacionada à questão das drogas.

Biografia do Autor

NICOLE GRELL MACIAS DALMIGLIO, UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Mestranda em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Uberlândia e bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Católica de Santos (2020).

NATALIA NOSCHESE FINGERMANN, UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Doutora em Administração Pública e Governo pela Fundação Getulio Vargas (2014) e professora da Universidade Católica de Santos.

Publicado

2021-05-04