A INOVAÇÃO DO Pe. GEORGE LEMAÎTRE NA COSMOLOGIA: O BIG- BANG

Autores

  • ANTONIO TADEU F. AMADO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Resumo

Por várias décadas os físicos, inclusive brasileiros, têm tradicionalmente
considerado que o pai da teoria do Big-Bang é o físico americano-soviético
George Gamow, cujos estudos e pesquisas fornecem contribuições essenciais para a explicação das origens do universo e a consolidação da teoria
do Big Bang. Mas eles ignoraram as conquistas em Cosmologia do padre
belga e Georges Lemaître. Em 1927 ele se tornou o primeiro a propor uma
teoria da expansão do universo para explicar os desvios para o vermelho
das galáxias, um avanço que é frequentemente atribuído a Edwin Hubble.
Lemaître publicou a versão original da Lei de Hubble e produziu a primeira estimativa da constante de Hubble. Ele propôs a teoria da expansão
do Universo que ficou mais conhecida como a teoria do Big Bang para a
origem do universo. Alexander Friedmann, Carl Wilhelm Wirtz, Vesto Slipher, Knut E. Lundmark, Willem de Sitter, Georges H. Lemaître e Edwin
Hubble contribuíram para a descoberta da expansão do Universo. Se apenas duas pessoas devem ser classificadas como as mais importantes para a
aceitação geral da expansão do universo, a evidência histórica aponta para
Lemaître e Hubble, e a resposta adequada para a pergunta, quem descobriu
a expansão do universo, é: Georges H. Lemaître

Biografia do Autor

ANTONIO TADEU F. AMADO, UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Antonio Tadeu
F. Amado. Físico
(PUCSP). Professor
Titular de Física Geral
da Universidade
Católica de Santos
-Santos SP- Brasil

Publicado

2022-04-11