Formação docente e tecnologia: uma sinergia necessária

Autores

  • Juarez Ramos da Silva Universidade Católica de Santos
  • Irene Jeanete Lemos Gilberto Universidade Católica de Santos

Resumo

A pandemia da Covid-19 tem causado forte impacto na economia global. Cadeias de fornecimento, indústrias e mercado financeiro sentem seus efeitos, embora a amplitude destes ainda seja desconhecida. Esforços significativos têm sido feitos por governos, organizações da sociedade civil, empresas e profissionais para entender a crise, adaptar-se a ela, minimizar seus impactos e vislumbrar o que virá em seguida. Configura-se, assim, um cenário de mudanças drásticas que se reflete diretamente na educação, especificamente no que tange à incorporação das tecnologias por parte de docentes e discentes no chamado ‘ensino remoto’. Com base em estudos sobre a produção científica voltada ao contexto educacional que vivenciamos com a pandemia do Covid-19, que tem exigido dos educadores novos modos de olhar a educação e repensar o ensino e a aprendizagem, o artigo traz reflexões sobre os desafios enfrentados pelos professores para compartilhar conhecimentos teóricos e práticos e as dificuldades por eles enfrentadas. 

Palavras-chave: Educação. Tecnologias digitais. Ensino Superior. Pandemia Covid-19.

.

Biografia do Autor

Juarez Ramos da Silva, Universidade Católica de Santos

Doutor em Engenharia e Tecnologia dos Materiais pela PUC RS (2012). Possui Mestrado em Engenharia (Materiais, Energia e Ambiente, pela ULBRA - Canoas - RS - 2005). MBA em Gestão Empresarial pela FGV (1999). É docente na Universidade Católica de Santos (Santos-SP) e na Universidade Santa Cecília (Santos-SP).

Irene Jeanete Lemos Gilberto, Universidade Católica de Santos

 Doutorado em Letras (USP-SP). Docente e pesquisadora no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Católica de Santos (Santos-SP).

Referências

ALONSO, Kátia Morosov. O PNE e as Tecnologias da Informação e Comunicação: mal-entendidos e reducionismo. PINO, Ivany Rodrigues; ZAN, Dirce Djanira Pacheco e. Plano Nacional de Educação (PNE): questões desafiadoras e embates emblemáticos. Brasília, DF: Inep, 2013, p.145-168.

ALONSO, Kátia Morosov. Formação de professores em exercício, educação a distância e a consolidação de um projeto de formação: o caso da UFMT. 2005.

AREA, Manuel. Vinte anos de políticas institucionais para incorporar as Tecnologias da Informação e da Comunicação ao sistema escolar. In SANCHO, Juana Maria; HERNÁNDEZ, Fernando (Orgs.). Tecnologias para transformar a Educação. Porto Alegre: Artmed, 2006, p. 153-176.

BRASIL.CNE. Parecer N.º: CNE/CP 009/2001. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília, DF, 2001.

BRASIL, Lei Nº13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação –PNE e dá outras providências. Brasília, DF, 1914.

BRASIL. CNE. Resolução Nº 2, de 1º de julho de 2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Brasília, DF, 2015.

BRASIL/PR. Lei nº 9.394, de 20/12/1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União. Brasília, 1996.

CALEJON, Laura Marisa Carnielo; BRITO, Alan de Santana. Entre a pandemia e o pandemônio: uma reflexão no campo da educação. Revista EDUCAmazônia - Educação Sociedade e Meio Ambiente, Vol XXV, N. 2, jul-dez, 2020, p. 291-311. Disponível em: http://periódicos.ufam.edu.br

CUNHA, Maria Isabel. A formação de professores como problema: natureza, temporalidade e cultura. In Cadernos de Educação FaE/UFPel, n.27, jul-dez.2006, p.5-71.

GHEDIN, Evandro; ALMEIDA, Maria Isabel de; LEITE, Yoshie Ussami Ferrari. Formação de professores: caminhos e descaminhos da prática. Brasília: Liber Livro Editora, 2008.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. Editora Cortez, 2010.

LIBÂNEO, José Carlos. Adeus professor. Adeus professora: novas exigências educacionais e profissão docente. Editora Cortez, 2010.

RONDINI, Carina Alexandra; PEDRO, Ketilin Mayra e DUARTE, Cláudia dos Santos. Pandemia da Covid-19 e o ensino remoto emergencial: mudanças na prática pedagógica. Interfaces Científicas, Aracaju, V.10, N.1, p. 41 – 57, 2020.

SANCHO, Juana Maria. De tecnologias da informação e comunicação a recursos educativos. In SANCHO, Juana Maria; HERNÁNDEZ, Fernando (Orgs.). Tecnologias para transformar a Educação. Porto Alegre: Armed, 2006.

SEBRAE. Pesquisa SEBRAE sobre negócios da Educação em tempos de pandemia, 2020. Disponível em: < https://bibliotecas.sebrae.com.br/chronus/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/032d1fb7c173b3faa0694fa2786f1dbe/$File/30373.pdf>

SILVA, Ellery Henrique Barros da; SILVA NETO, Jerônimo Gregório da Silva Neto; SANTOS, Marilde Chaves dos. Pedagogia da pandemia: reflexões sobre a educação em tempos de isolamento social. Revista Latino-Americana de Estudos Cientifico -RELAEC, V. 01, N.04 Jul./Ago. 2020, p.29-44. Disponível em: <http://www.periodicos.ufes.br/ipa>

SOUZA, Elmara Pereira de. Educação em tempos de pandemia: desafios e possibilidades. Cadernos de Ciências Sociais Aplicadas. UESB Vitória da Conquista/BA. Ano XVII Volume 17 Nº 30. p.110-118. jul./dez. 2020. Disponível em: < https://periodicos2.uesb.br/index.php/ccsa>

SPELLER, Paulo. Ensino Superior: prioridades, metas, estratégias e ações. PINO, Ivany Rodrigues; ZAN, Dirce Djanira Pacheco e. Plano Nacional de Educação (PNE): questões desafiadoras e embates emblemáticos. Brasília, DF: Inep, 2013, p.121-128.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Vozes, Petrópolis, Rio de Janeiro, 2005.

WACQUANT, Loïc. Esclarecer o Habitus. In Pierre Bourdieu: o fazer socioóligo e a Reflexão Acadêmica. Educação e Linguagem. Universidade Metodista de São Paulo, ano 10, n°16, jul-dez, 2007, p.63-71.

WACQUAN, L.J.D. O Legado sociológico de Pierre Bourdieu: duas dimensões e uma nota pessoal. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, 19, p. 95-110, nov. 2002.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro; VIANA, Cleide Maria Quevedo Quixadá. Formação de professores: um campo de possibilidades inovadoras. In VEIGA, Ilma Passos Alencastro; SILVA, Edileuza Fernandes da. (Orgs.) A escola mudou. Que mude a formação de professores. Campinas, SP: Papirus, 2010, p. 13-34.

Downloads

Publicado

2021-02-06