Resenha da obra: Ensinando a transgredir: a educação como prática da liberdade, de bell hooks.

Autores

  • Mônica Ferreira Costa Universidade Católica de Santos - (SP)

Palavras-chave:

Educação. Colonialismo. Liberdade

Resumo

bell hooks escreveu essa obra em 14 ensaios e, embora pareçam temas distantes entre si são, na verdade, um grande e orquestrado trabalho da autora que dialoga de maneira provocativa com seus leitores da Introdução até a última linha do livro. Assuntos como: feminismo, linguagem, racismo e erotismo em sala de aula são alinhados com delicadeza e propósito: ensinar a todos e todas que é possível ensinar a transgredir. Ensinando a transgredir é um emocionante convite à reflexão de que educação é compromisso e a práxis da liberdade é sempre emancipatória; portanto coletiva e comprometida com a mudança.

Biografia do Autor

Mônica Ferreira Costa, Universidade Católica de Santos - (SP)

Mestranda no Programa de Educação da Universidade Católica de Santos. Pedagoga graduada pelo Centro Universitário São Judas Tadeu, Campus UNIMONTE, Santos (2007), especialização em Alfabetização pelo Instituto Vera Cruz. Graduada em Psicologia pela Universidade Metodista (UMESP, 1985). Atualmente é Coordenadora Pedagógica do Movimento Popular da Educação (Rede EMANCIPA)

Referências

Hooks, bell. Ensinando a transgredir: a educação como prática da liberdade. Tradução: Marcelo Brandão Cipolla. São Paulo: Editora Martins Fontes. 2017. 283p.

Downloads

Publicado

2021-11-14