A GOVERNANÇA GLOBAL NO CONTROLE DE SITUAÇÕES PANDÊMICAS: APRENDIZAGENS RECENTES SOBRE A COVID-19

Autores

  • ALDER THIAGO BASTOS UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Resumo

A pandemia deflagrada no ano de 2020 impactou a contemporaneidade
provocando uma série de reflexões em busca da verificação do modelo
de cooperação internacional adotado pelo sistema ONU/OMS e os efeitos
que se sobressaíram das medidas individuais adotadas dentro de um
contexto de soberania. A pandemia também traz reflexões sobre a influência
humana no meio ambiente e os reflexos que decorrer da própria
degradação ambiental que reverte em novas previsões pandêmicas. Neste
cenário, o mundo globalizado questiona o modelo internacional adotado
para solução de problemas pandêmicos em que se admite apenas os
estados nacionais como gestores únicos e exclusivos de situações afeta a
todos, sendo necessário admitir novos atores, como estados subnacionais,
entidades científicas e técnicas que possam, em conjunto, combater situações
pandêmicas. A presente pesquisa é exploratória e busca identificar as
lições preliminares extraídas da pandemia provocada pelo Covid-19, bem
como, através do método exploratório de pesquisa, reunir elementos para
demonstrar a não sustentabilidade do modelo adotado pela ONU/OMS,
pensado para um cenário pós-guerra e equilíbrio de poderes.

Biografia do Autor

ALDER THIAGO BASTOS, UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Doutorando em
Direito Ambiental
I n t e r n a c i o n a l
pela Universidade
Católica de Santos –
UNISANTOS. Tese
selecionada para o
programa de Bolsa
CAPES. Mestre
em Direito pela
Universidade Santa
Cecília (UNISANTA)
– Santos/SP.
Especialista em
Direito Processual
Civil e Direito
Individual, Coletivo
e Processual do
Trabalho pela Escola
Paulista de Direito.
Especialista em
Direito Imobiliário
pela IBMEC.
Especialista em
Direito de Família pela
Escola Brasileira de
Direito. Especialista
em Metodologias
Ativas pelas
Faculdades Integradas
Campos Salles.
Advogado e Professor
Universitário.

Publicado

2021-12-06