BIODEGRADAÇÃO DO DICLOFENACO: UMA REVISÃO

Autores

  • ARTHUR PÉREZ AGUIAR UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS
  • KÁTIA MARIA GOMES MACHADO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Resumo

A contínua inserção dos fármacos no ambiente exige novas estratégias tecnológicas para removê-los das águas residuárias domésticas e industriais.
Com o objetivo de conhecer o estado da arte recente sobre a biodegradação do diclofenaco, o presente trabalho permitiu identificar o estágio atual das pesquisas sobre a biodegradação desse fármaco por microrganismos,
confirmando a necessidade de aumentar os esforços de investigação para a
prospecção de microrganismos mineralizadores. Contribuiu, ainda, para
alertar sobre a importância de os estudos optarem por um planejamento
experimental robusto, visando comprovar a atuação do microrganismo
no fármaco, pela inclusão de controles abióticos adequados, e a segurança
do processo, pela avaliação da toxicidade aguda e crônica, em vários níveis
tróficos.

Biografia do Autor

ARTHUR PÉREZ AGUIAR, UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Bacharel em Ciências
Biológica, Universidade
Católica de Santos

KÁTIA MARIA GOMES MACHADO, UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Doutora em
Ciências Biológicas
( M i c r o b i o l o g i a
A p l i c a d a ) ,
Universidade Católica
de Santo

Publicado

2022-04-11