AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS E UM NOVO OLHAR SOBRE O ÁRTICO

Autores

  • LUCIANO CRISTIAN CABRAL UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS
  • FERNANDO CARDOZO FERNANDES REI UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Resumo

O presente artigo visa abordar algumas consequências do aquecimento
climático mundial. Estudos apresentam que nas próximas décadas, as temperaturas médias no mundo poderão aumentar, e a área de terra seca também expandirá. Com o crescimento populacional mundial, a necessidade
por alimentação nutricional adequada, será maior. De acordo com o relatório do Programa de Meio Ambiente das Nações Unidas (UNEP,2022),
um terço da alimentação global é desperdiçada ou perdida todos os anos.
Isso afeta os meios de subsistência, a segurança alimentar, o bem-estar
social de milhões de pessoas, o que também representa custos ocultos para
a economia (UNEP, 2022). Ao mesmo tempo, inúmeros locais agrícolas
não serão mais capazes de plantio em razão do aquecimento extremo,
e ao mesmo tempo, podem ser observados alguns locais com vantagens
competitivas em razão das mudanças climáticas, como os países que estão
situados na região do Ártico como Canadá, Dinamarca, Estados Unidos,
Finlândia, Islândia, Noruega, Rússia, Suécia, que terá áreas descongeladas, e com um potencial hídrico imenso para produção de grãos e cultivo
agrícola em razão das condições do degelo e também, exploração mineral,
de gás e petróleo, turismo e exportações de frutos do mar. O trabalho
será desenvolvido pelo método analítico, e pesquisa teórica, com base em
levantamentos bibliográficos.

Biografia do Autor

LUCIANO CRISTIAN CABRAL, UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Doutorando em
Direito Ambiental
Internacional pela
Universidade Católica
de Santos. Mestre em
Auditoria Ambiental
pela Universidade Santa
Cecília. Pós-Graduado
em Administração
de Empresas pela
Fundação Getulio
Vargas (FGV), Professor
da Fundação CENEP –
Porto de Santos.

FERNANDO CARDOZO FERNANDES REI, UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

Doutorando em
Direito Ambiental
Internacional pela
Universidade Católica
de Santos. Mestre em
Auditoria Ambiental
pela Universidade Santa
Cecília. Pós-Graduado
em Administração
de Empresas pela
Fundação Getulio
Vargas (FGV), Professor
da Fundação CENEP –
Porto de Santos

Publicado

2022-11-22