REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL: UMA ANÁLISE EM LIVROS DIDÁTICOS DO ENSINO FUNDAMENTAL II

MARIANA MEDEIROS PRATES MAIA, VALDILENE ZANETTE NUNES

Resumo


O tópico regência verbal e nominal influencia a comunicação pelos diversos significados que um verbo ou um nome podem assumir e, pelo amplo conjunto de regras, é passível de se tornar conteúdo destinado à memorização. O presente trabalho buscou, pela análise comparada, examinar a apresentação deste ponto gramatical nos livros didáticos do 9° ano do Ensino Fundamental II, em sua definição e seus exercícios, a fim de verificar se há concordância com os princípios dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) (1998) e da Proposta Curricular do Estado de São Paulo (2008), bem como a presença da questão da mudança de significado quanto às diferentes regências, a eficiência e inovação das explicações e das atividades. A metodologia utilizada é a pesquisa bibliográfica dos documentos oficiais do governo citados e das gramáticas oficiais dos autores Bechara (2009) e Faraco, Moura e Maruxo Jr. (2006). Os livros empregados pelas escolas abordam os diversos significados dos verbos e dos nomes e a variação linguística, porém, em alguns casos, há maior atenção ao último tema em relação ao primeiro, especialmente nos exercícios. Os materiais aplicaram certas concepções dos PCNs e da Proposta, apesar de não terem atingido totalmente os critérios estabelecidos.

Palavras-chave


Regência verbal e nominal. Livro didático. Ensino Fundamental II.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.